Investigação

Início / Investigação / Apresentações / Descrição de três casos de criptorquidismo em equinos de raça Quarto de Milha em Portugal

Descrição de três casos de criptorquidismo em equinos de raça Quarto de Milha em Portugal

Ano
2005
Resumo

O criptorquidismo consiste na não-descida dos testículos para o escroto, podendo ser uni ou bilateral. Cerca de 10% dos casos são de criptorquidismo bilateral e as situações unilaterais ocorrem frequentemente do lado esquerdo. Os testículos podem localizar-se na cavidade abdominal, no canal inguinal ou no tecido subcutâneo junto ao anel inguinal externo. As características das lesões macro e microscópicas do(s) testículo(s) dependem da idade do cavalo e da localização do testículo. Normalmente a observação macroscópica revela atrofia pronunciada e aumento da consistência. No exame histopatológico observa-se hipoplasia das células da linha germinativa e, em cavalos idosos, fibrose ao nível das túnicas. Os cavalos com criptorquidismo bilateral são estéreis mas, mantendo-se a produção de testosterona pelas células de Leydig, o comportamento sexual masculino não é alterado, apresentando-se, por vezes, estes animais mais agressivos que os não-criptorquídeos. Em equinos é considerado uma situação hereditária com carácter dominante, que ocorre com prevalência elevada em determinadas raças nomeadamente no American Quarter Horse (Quarto de Milha). Assim, mesmo os cavalos com criptorquidismo unilateral, que ainda apresentam de sémen, não devem ser utilizados para a reprodução devendo ser recomendada a sua castração. A castração pode ser efectuada por acesso inguinal, parainguinal, suprapúbico paramediano ou no flanco. Recentemente tem-se desenvolvido a castração por laparoscopia com o cavalo em estação ou em decúbito. O presente trabalho refere três casos de critptorquidismo esquerdo, em cavalos Quarto de Milha, castrados no Hospital Veterinário da Universidade de Évora (HVUE), com 2 1/2, 3 ½ e 6 anos de idade. Os testículos ectópicos localizavam-se, respectivamente, no anel inguinal, no tecido sub-cutâneo e na cavidade abdominal. A castração do cavalo cujo testículo se encontrava sub-cutâneo, junto ao anel inguinal externo, realizou-se por acesso inguinal, com o cavalo sedado e em estação. As outras duas cirurgias realizaram-se sob anestesia geral (por via inalatória) com os cavalos em decúbito dorsal sendo ambas iniciadas por acesso inguinal. O testículo de localização abdominal, teve que ser extraído por acesso parainguinal, dada a impossibilidade de exteriorização pelo anel inguinal. Ao exame macroscópico os testículos ectópicos encontravam-se atrofiados. O testículo com localização subcutânea apresentava forma irregular e os de localização no anel inguinal e na cavidade abdominal apresentavam, respectivamente, aumento da consistência e diminuição da mesma. Ao exame histopatológico observou-se, em todas as amostras, hipoplasia e degenerescência testicular severa sobretudo das células da linha germinativa, sendo que o testículo com localização abdominal apresentava ausência quase total destas células e também alterações degenerativas das células de Sertoli.

Abstract

The cryptorchidism refers to the retention of one (unilateral) or both (bilateral) testicles and its absence in the scrotum. 10% of the cases of cryptorchidism are bilateral and the unilateral cases are frequently observed on the left side. The ectopic testicles can be located in the abdominal cavity, the inguinal ring or the sub-cutaneous tissue near the external inguinal ring. The macroscopic and microscopic lesions observed in the testicles depend both from the animal’s age as well as from the testicles’s location. More often the macroscopic examination reveals a marked atrophic testicle and a harder consistency of it. On the hystopathological exam we observe hypoplasia of the cells of the germinative pathway and in older horses a pronounced fibrosis in the area of the tunics. Horses with bilateral cryptorchidism suffer from sterility, however since the Leydig cells still produce testosterone, the mating behaviour and secondary sexual characteristics suffer no changes, horses are sometimes even more aggressive than non-cryptorchids horses. Cryptorchidism in horses is considered a hereditary situation with dominant character and has a high prevalence in some horse breeds like the American Quarter Horse. Concerning this fact, horses with this pathology, even if is unilateral and even with production of semen, should not be used as stallions and its castration should be recommended. The castration can be performed by several “traditional” approaches but presently some surgeons prefer the laparoscopic approach with the horse standing or in dorsal recumbency. The present work refers to three cases of left side cryptorchidism (unilateral) in American Quarter Horse that were castrated in the Hospital Veterinário da Universidade de Évora (HVUE). The three horses were 2 1/2, 3½ and 6 years old. The ectopic testicles were located in the inguinal ring (the 2 ½ years old horse), sub-cutaneous tissue (the 3½ years old horse) and in the abdominal cavity (the 6 years old horse). The surgery performed for the testicle located in the subcutaneous tissue was performed by inguinal approach with the animal standing and sedated. The other two surgeries were both performed with general inhalant anaesthesia with the animal in dorsal recumbency. Both surgeries were initially done by inguinal approach being the inguinal testicle well exteriorized by this approach. The intra abdominal testicle was impossible to remove through the inguinal ring so the para inguinal approach was used to exteriorize it. In the macroscopic examination all ectopic testicles were severely atrophic. The testicle removed from the subcutaneous tissue presented an irregular shape and the other testicles presented changes in consistency with higher consistency for the inguinal ring testicle and decreased consistency for the intra abdominal one. In the hystopathological examination, hypoplasia and severe testicular degenerative changes were observed in all samples especially in the germinative cells. In intra abdominal testicle these cells are almost absent and the Sertoli cells had marked degenerative changes.

Palavras Chave

Equino; Quarto-de-Milha; Criptorquidismo

Keywords

American Quarter horse

Tipo de Apresentação
Poster
Tipo de Revisão
Nacional
Âmbito Geográfico
Nacional
Situação
Publicado
Área de Trabalho
Referência

Bettencourt, E.; Branco, S.; Figueiredo, T.; Lavrador, C.; Romão, R.; Fialho, L. (2005). Descrição de três casos de criptorquidismo em equinos de raça Quarto de Milha em Portugal. III Congresso da Sociedade Portuguesa de Ciências Veterinárias, pp. 200. Estação Zootécnica Nacional, Vale de Santarém, Portugal.