Investigação

Início / Investigação / Apresentações / Descrição de um caso de encefalopatia equina por herpes vírus 4 (EHV-4) no Alentejo

Descrição de um caso de encefalopatia equina por herpes vírus 4 (EHV-4) no Alentejo

Ano
2005
Resumo

Nos equinos os vírus herpes estão associados a diversos tipos de patologia com alterações a nível reprodutivo, respiratório e neurológico. A forma neurológica manifesta-se por sinais de encefalopatia e está descrita como sendo provocada pelo herpesvirus equino do tipo 1 (EHV-1), havendo apenas referência esporádica ao herpesvírus tipo 4 (EHV-4), habitualmente associado a patologia respiratória. No presente trabalho descreve-se um caso de afecção neurológica num equino, com 2 anos de idade, presente no Hospital Veterinário da Universidade de Évora com manifestações clínicas de encefalopatia e virémia associada ao EHV-4. O cavalo estava em tratamento de cólica há 5 dias tendo manifestado sinais de extensão marcada dos membros e dor abdominal. Ao exame físico o animal manifestava ataxia, dificuldade de locomoção marcada, cruzamento dos membros, sobretudo a nível dos posteriores, ocorrendo mesmo quedas. O exame do estado geral revelava sinais de desidratação e hipomotilidade intestinal, sem sinais de dor abdominal. O tratamento preconizado baseou-se na manutenção do estado geral do animal com fluidoterapia intravenosa, antibioterapia e administração de AINE com monitorização hospitalar contínua. A partir do dia 2 o animal manteve-se em decúbito lateral (alternando com decúbito esternal quando auxiliado), com fases de agitação e diarreia. Ao exame neurológico começou a manifestar parésia dos posteriores e hiporreflexia. No dia 3 fez-se a colheita de sangue para pesquisa de Vírus do Nilo Ocidental (WNV), EHV-1 e EHV-4, tendo-se identificado este último pela técnica de PCR. O fragmento de 458 pb amplificado por PCR, correspondente a uma região do gene C do EHV, foi clonado e sequenciado. A comparação da sequência nucleotídica obtida com sequências já publicadas de EHV, revelou uma identidade >99% com o EHV-4. No dia 7 foi feita nova colheita de sangue e zaragatoas nasal e rectal. A presença do EHV-4 nestas amostras foi de novo detectada por PCR. A pesquisa de anticorpos WNV, EHV-1 e EHV-4 resultou sempre negativa. No dia 8 o animal foi eutanasiado e colheu-se líquido cefaloraquidiano imediatamente após a morte, tendo-se Identificado células inflamatórias, predominantemente linfocitárias. O EHV-4 foi ainda detectado por PCR na traqueia, rim e fígado. À necrópsia observou-se intensa congestão das meninges e parênquima cerebral, apresentando-se o mesmo muito friável. As lesões histopatológicas mais significativas identificaram-se no cérebro com congestão e edema das meninges e córtex, necrose de liquefacção, imagens de satelitismo e proliferação das células da glia. Na substância branca observou-se intensa congestão e presença de petéquias. A sintomatologia manifestada, as lesões anátomo-histopatológicas e a detecção do vírus, permitiram diagnosticar como causa provável de encefalopatia a infecção pelo EHV-4.

Abstract

Equine herpesvirus-1 (EHV-1) and equine herpesvirus-4 (EHV-4) are pathogens associated with respiratory, reproductive, and central nervous system diseases. EHV-1 is responsible of epidemic abortion and neurological disorders while EHV-4 causes respiratory disease, and on rare occasions abortion. This work describes a fatal case of neurological disorder in a horse, with 2 years old, present at the Veterinary Hospital of the University of Évora (HVUE) showing clinical signs of encephalopathy and EHV-4 leukocyte-associated viraemia. The horse had been under treatment for colic symptoms for 5 days, and showed ataxia and abdominal pain. The clinical examination at HVUE, revealed hind limbs ataxia with occasional recumbence, dehydration and low motility of the bowels. Treatment was directed to maintain the general condition and hydration of the animal. To minimize the complications arising from bacterial superinfection antibiotics and AINE were given under continuous monitoring. From the second day on the animal remained recumbent with periods of agitation and diarrhea. Neurological examination revealed hind legs paresis and diminished reflexes. On day 3, blood was collected and tested for EHV-1, EHV-4 and West Nile virus (WNV). EHV-4 was identified by PCR and the resulting amplicon of 458 bp, corresponding to a partial amplification of the gene C, was cloned and sequenced. The nucleotide sequence showed an identity > 99% with EHV-4 sequences already published. On day 7, the horse was blood sampled again and nasal and rectal swabs were collected. Again, the presence of EHV-4 was detected in the samples by PCR. The plasma was negative for antibodies against WNV, EHV-1 and EHV-4. On day 8, the animal was euthanized and the cerebrospinal fluid was immediately examined showing the presence of inflammatory cells, predominantly lymphocytes. EHV-4 was detected in the trachea, kidneys and liver by PCR. The necropsy revealed congestion of the meninges and cerebral parenchyma that was very friable. The most evident histopathological lesions were located in the brain and consisted in congestion and edema of the meninges and cortex, necrosis with liquefaction of cerebral parenchyma, satelitism images and proliferation of glial cells. In the white matter was observed intense congestion and petechia. The symptoms and lesions observed, and the detection of EHV-4 viraemia, suggest that the cause of encephalitis in this horse was likely due to an EHV-4 infection.

Palavras Chave

equino; herpes vírus; encefalopatia; Alentejo.

Tipo de Apresentação
Comunicação oral
Tipo de Revisão
Nacional
Âmbito Geográfico
Nacional
Situação
Publicado
Área de Trabalho
Referência

Romão, R.; Bettencourt, E.; Branco, S.; Fevereiro, M.; Fialho, L. (2005). Descrição de um caso de encefalopatia equina por herpes vírus 4 (EHV-4) no Alentejo. III Congresso da Sociedade Portuguesa de Ciências Veterinárias, pp. 102. Estação Zootécnica Nacional. Vale de Santarém, Portugal.