Investigação

Início / Investigação / Provas e Teses / Estudo do teor proteico da saliva de pequenos ruminantes

Estudo do teor proteico da saliva de pequenos ruminantes

Ano
2006
Instituição
Universidade de Évora
País
Portugal
Total de páginas
41
Resumo

De entre as várias técnicas utilizadas para purificar e caracterizar as proteínas, a electroforese permite separar e tornar visíveis moléculas de acordo com a sua relação carga: massa molecular. Utilizou-se o SDS-PAGE (polyacrylamide gel electrophoresis) para separar as proteínas do fluído salivar, possibilitando a resolução de proteínas em bandas. Descreve-se a técnica, que se baseia na preparação de uma solução polimerizada de acrilamida e bisacrilamida, resultando um gel poroso da polimerização destas substâncias. O SDS (dodecil sulfato de sódio) é um detergente anfipático, ou seja possui uma porção polar (cabeça aniónica) e uma parte apolar (cauda lipofílica). Liga-se de forma não covalente às proteínas (1 molécula de SDS: 2 aa) causando a sua desnaturação (destruição da estrutura secundária e terciária, excepto as ligações covalentes cruzadas de dissulfureto), conferindo-lhes carga negativa, e mascarando a carga intrínseca da proteína, pelo que durante a electroforese todas as proteínas migram em direcção ao ânodo (pólo positivo). A electroforese tem várias aplicações, sendo utilizada em biologia molecular, boiquímica, microbiologia, genética e ciência forense

Palavras Chave

Proteínas salivares; Parotida; Técnicas laboratoriais; Electroforese

Keywords

Salivary proteins; Parotid gland; Laboratorial techniques; Electrophoresis

Tipo de tese
Licenciatura
Situação
Aprovada
Referência

Mendes, N (2006). Estudo do teor proteico da saliva de pequenos ruminantes. Universidade de Évora (Portugal ): 41 pp.